Agro de MT e MS se une para melhorar conectividade no campo

quarta-feira, Março 29, 2023

Áster Máquinas mobiliza setor privado para instalar 75 torres de internet até o final de 2023 nos dois estados do Centro Oeste. Investimento beneficiará mais de 700 mil famílias

O paranaense Rodrigo Acco vive em Mato Grosso há 20 anos e, atualmente, cultiva 1.900 hectares de soja no município de Brasnorte (a 588 km da capital, Cuiabá). Testemunha viva de uma época de maquinários menores, manuais e menos eficientes, ele é um dos parceiros da Áster Máquinas na implantação de 75 torres de internet num projeto que já é o maior investimento da história da empresa, concessionário John Deere em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

“Antes, as máquinas eram menores, eram manuais e demandavam mais operadores. Hoje em dia, tudo é mais eficiente, o que é importante porque significa mais produtividade no campo, mais alimento e, por consequência, preços mais interessantes para o consumidor final”, avalia Acco. 

Embora a tecnologia tenha evoluído, a infraestrutura de telecomunicações existente no campo nos dois estados não acompanhou esse avanço. “As máquinas têm muita tecnologia e informação à disposição do produtor rural, mas nem sempre existem as condições estruturais necessárias para que todo esse potencial possa ser colocado em funcionamento”, contextualiza Luiz Piccinin, presidente da Áster Máquinas.

O maior investimento da empresa em 26 anos de atuação foi batizado de ConectÁster e consiste na instalação de 75 torres de internet em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul até o final de 2023. Rodrigo Acco é um dos produtores rurais que abriu sua propriedade para receber o equipamento. “Mesmo quando fazemos investimento próprio para termos conexão, esbarramos na fragilidade do serviço. Com esse projeto da Áster, vamos dar mais envergadura ao sinal”, conta. 

O ConectÁster foi lançado oficialmente na noite de terça, 28, no primeiro dia da Parecis SuperAgro, feira de tecnologia agropecuária de Campo Novo do Parecis (MT). A Áster, originária do município, se uniu à Sol Internet of People, empresa de tecnologia para o agronegócio, para desenvolver o projeto, que englobará cerca de 3 milhões de hectares a serem conectados nas regiões onde a Áster atua em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. 

“O objetivo é dar condições para que o nosso cliente possa aproveitar ao máximo as informações e dados dos nossos maquinários, transformando-os em conhecimento e dando as condições ideais para que ele possa tomar a melhor decisão agronômica”, argumenta Piccinin. A iniciativa busca superar os desafios ainda grandes que os dois estados têm com relação à logística e à infraestrutura de telecomunicações. 

O CEO da Sol, Rodrigo Oliveira, explicou que há algum tempo as duas empresas debatem como atuar positivamente no cenário da conectividade no estado. “Sempre pensávamos em algo mais tímido, mas decidimos por um projeto que realmente transformasse o panorama da internet em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul”, diz o executivo. 

Com a implantação das torres e maior conectividade para os produtores rurais dos dois estados, a Áster Máquinas investiu em programas que levarão soluções ainda mais dinâmicas para seus clientes, como o Áster Data (plataforma de inteligência de dados), a Áster Store (e-commerce), Áster Assist (óculos de realidade aumentada para agilizar atendimentos técnico a campo) e a Ásterland (a filial da empresa no metaverso).

O investimento na oferta de internet no campo não beneficia apenas as atividades agrícolas. O impacto social está na mira da Áster também e reforça a conexão entre o projeto e o propósito da empresa (“trabalhamos para que a vida possa avançar”). “Tenho certeza de que com este projeto muitas vidas avançarão. O agricultor poderá otimizar ainda mais as tecnologias embarcadas nos equipamentos, mas os efeitos são mais amplos, porque a tecnologia chegará também às comunidades, criando mais oportunidades para educação e saúde, por exemplo”, afirma o executivo. 

Levantamento da empresa mostra que mais de 700 mil famílias serão beneficiadas, impactando positivamente mais de 2,8 milhões de pessoas dos dois estados atendidos pela Áster. 

.

.
Luiz Piccinin, presidente da Áster Máquinas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A empresa. Fundada em Campo Novo do Parecis (MT), a Áster soma 26 anos de atuação e opera como concessionário John Deere. Sua atuação totaliza 11 unidades nos dois estados. Além da venda de maquinários, a empresa presta serviços técnicos a produtores rurais, comercializa peças e oferta soluções de agricultura de precisão.



Share